[ editar artigo]

Somos o passado

Somos o passado

Somos o passado

Criamos a esperança e nos apegamos no amanhã

Agimos como se tivéssemos ligados à vida

Como se o infinito estivesse presente em nós

Mas não adianta

Somos e sempre seremos o passado

A parte necessária para a evolução

Somos os erros que serão apontados

As histórias a serem exaltadas

Ou pouco a pouco esquecidas

“Estamos destruindo a terra” se é dito

Ou será que estamos destruindo a nós mesmos?

Visando o progresso, arriscamos nosso futuro e caímos no esquecimento

Pois a mãe terra resiste e assim como a vida se renova e se transforma

Deixando pra fora

Aquilo que já não faz bem a ela 

pensamos a terra como um lar 

Com direito a jardim e sala de estar

Porém nesse lugar não somos moradores 

Visitas somos, e iremos sair da mesma forma que entramos

Seremos os corpos que adubarão a terra para novas vidas florescerem

A carne que será fixada ao solo

A estrutura e pilar espalhados pela cidade

Somos os fantasmas

As almas perdidas no mar

Somos hoje o presente

Almejamos o futuro

Mas nascemos condenados a sermos para sempre o passado.

Narrativas

INfluxo
Isabele Pessoa Rodrigues da Silva
Isabele Pessoa Rodrigues da Silva Seguir

Nascida na cidade do Rio de janeiro em 2002, sou apaixonada pelo mundo da literatura desde muito nova Decidi me arriscar no mundo da poesia recentemente, e desde então não me vejo mais em outro gênero literário.

Ler conteúdo completo
Indicados para você