[ editar artigo]

Mundo dos Homens imundos

Mundo dos Homens imundos

É como se fossemos aliados

Atrás de um grande disfarce,

Que quanto mais lutamos,

Nunca veremos a face.

 

Os olhos do medo

Esperam um ruído,

A ação do desespero

É uma ruína em perigo.

 

Vou virar antropófago

Minha vítima é você

Cuidado no que eu faço

Para conseguir sobreviver.

 

Ainda que entendesse

A língua dos animais,

Seria fala sem significado

Submisso ao dinheiro dos canibais.

 

Tenho que andar armado

Neste mundo sem fronteira,

Buscando e juntando aliados

Formando uma grande barreira.

 

Mundo de imundos

Onde comemoram a fome,

Deixa milhares de vagabundos

Esses imundos sem nome.

Pedro Ferraz Bezerra de Souza.

Narrativas

INfluxo
Pedro Ferraz Bezerra de Souza.
Pedro Ferraz Bezerra de Souza. Seguir

Sou poeta, ator, cantor, pintor e compositor entranhado em meu destino, E carrego na pele o sinal da minha querida e bela terra, Sou um ser humano, humilde pernambucano nordestino, E venho de uma beleza talhada na serra. (Serra Talhada-PE)

Ler conteúdo completo
Indicados para você