[ editar artigo]

Mineralma

Mineralma

Mineralma 

Já quis 

Por muitas vezes avidamente 

Ser pedra 

Até perceber 

Que no âmago 

Sou 

O que me encanta 

Nas pedras, rochas e montanhas 

Não é apenas o seu magnetismo e a sua magnitude 

Mas antes a sua qualidade plácida 

De rigidez silenciosa 

De certeza rude e inflexível 

Que desafia o movimento incessante 

Lhe opondo resistência 

O que me enleva 

Nestes seres de alma dura 

É a sua seriedade acolhedora 

A sua firmeza inabalável 

Ossatura sólida, insólita, implacável 

Que estrutura o esqueleto do planeta. 

 

Carla Pinheiro 


Quer saber mais sobre o Simbiose IN corpórea? Acesse a página no Facebook, clicando no ícone abaixo:


Podem também encontrar esses e outros conteúdos nas minhas redes sociais do Instagram, clicando no ícone abaixo:


 


Simbiose IN corpórea - Por uma ontologia de interalteridades é um projeto de exposição de filosofia, artes e poesia da artista Carla Pinheiro que foi realizado em 30 de novembro de 2020 no Museu de Arte Contemporânea de Niterói, contemplado pela Chamada Pública de Fomento às Artes de Niterói, o Edital N°007/2019, realização da Prefeitura de Niterói, Secretaria das Culturas de Niterói e Fundação de Arte de Niterói.

Narrativas

INfluxo
Carla Pinheiro
Carla Pinheiro Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você