[ editar artigo]

Mesmo do Mesmo

Vou atravessar esquinas e mares
ou pegar carona numa estrela cadente
que caia direto no teu quintal.
No caminho que farei irei regar 
as flores abaixo com aguas 
de  lágrimas alegres.
Não vou me preocupar
se aparecer desvio no trajeto
desde que o ponto final 
seja em teus braços.
O vento me trará 
sempre um recado perfumado teu
enquanto o mundo 
continua a girar sem parar
e eu sem parar sigo para te encontrar..
Me afobo em sorrir 
sempre que meus olhos deparam 
com um porta retratos onde teu sorriso
está sempre a me dizer te esperando.
Hoje acordamos mais próximos
quando olhamos o alvorecer.
Ontem tivemos os mesmos sonhos 
quando conversamos com a lua.
Amanhã nossos corações
dirão o mesmo nome.

Paulo Marcos
 

Narrativas

INfluxo
Paulo Marcos
Paulo Marcos Seguir

Um anormal em uma sociedade insana.

Ler conteúdo completo
Indicados para você