[ editar artigo]

A Tempestade dos séculos

A Tempestade dos séculos

Quando a tempestade passar restará devastação

Muitos não alcançarão as dores quiçá a desilusão

Sementes foram plantadas, a colheita se aproxima

Entres dissabores, tristezas e aflições a vida ensina

 

Malgrado muitos não verem a verdade outrora dita

Sem esta não existe liberdade nem sequer a vida

Na efemeridade de uma vida o sol nasce a cada dia

Momentos em que os fortes retomarão a alegria

Narrativas

INfluxo
Ricardo Alves de Souto
Ricardo Alves de Souto Seguir

O Autor tem uma extensa carga cultural. Poeta por essência, escritor, advogado renomado e político são algumas das carreiras desse talentoso escritor que hoje conta com 52 livros publicados.

Ler conteúdo completo
Indicados para você