[ editar artigo]

Rascunho de final de tarde.

Rascunho de final de tarde.

 

Livros, nos acompanham, estão do nosso lado, não nos deixam. 

Companheiros fiéis, se for sair leve na bolsa, você vai precisar. Além de ensinar, levam para lugares nunca experimentados. 

Vivemos em tempos desafiadores, nada fáceis. A dor de assistir a cada segundo, cenas de horrores, opressões, silenciamentos, falta de acesso e acessibilidade como forma de exclusão social.

Tentam manter o sujeito sem cidadania, sem voz, sem direitos.

É adoecedor, reverbera na alma e no corpo como veneno.

Você não pode paralisar sua existência. É fundamental buscar formas de dizer e estar com a vida pulsante. 

Venho desde sempre com simplicidade pulsando expressões através de ferramentas linguísticas adquiridas nas entranhas das artes do teatro, literatura, poesia, educação, etc.

 Leio, escrevo, performo, dou aula de teatro criatividade,  gravo vídeo, bordo, cuido de casa, lavo, cozinho, cuido das plantas, das cachorras, da filha, etc.

Tudo gera questões de extremo prazer e também conflitos. Fricções para a dialética onde há o maturar até a compreensão.

Pode ser o início ou o fim de um possível diálogo. 

Bom mesmo é que seja aquilo que te faça feliz. 

A vida é como o livro, você pode virar a página ou parar de ler quando não te acrescentar nada. É preciso decidir.

Seja coragem. Seja você. Siga com amor.

Helena Soares Aphonso
22-11-2020

Ph @elzacohen

#rascunho
#escreverviver
#ensaio
#lei_ame
#helenaphonso
#flordaalma
#notempodoolhar
#guerreirainvisivel
#poeticas
#prosa
#conto

INfluxo
Helena Soares Aphonso
Helena Soares Aphonso Seguir

Gosto de inventar possibilidades criativas para a vida acontecer inusitada, por via artística, literária, poética, performática. A escrita é minha fuga libertária, coloco-a em prática todos os dias para estar comigo e com os outros.

Ler conteúdo completo
Indicados para você