[ editar artigo]

MARCHA TRIUNFAL

MARCHA TRIUNFAL

MARCHA TRIUNFAL

-----------

I

Não deixe fenecer o vosso animo
Como se fosse uma lâmpada quebrada
Mas seja firme a vossa fé
Como uma montanha que o vento
Não pode remover

II

E que firmezas terias

Se desistindo fácil das dificuldades

Pudera fenecer a alma sem ternura

Como as centelhas sem destino?

III

Vai entre as planuras de um campo

Onde o cedro mergulha atroz

Na terra de sulco do ímpeto a primazia

De beber as raízes de fontes mais puras

IV

Não deixe que o destino nem o azar

Seqüestre a esperança e da vida refém

Não te esqueças, que há um Deus no céu

E nas dificuldades desta terra de horrores

Talvez não encontres mais ninguém

V

E que firmes seria entre as lâmpadas

Acesas na consciência do vosso santuário

Alma consagrada a Deus presente

No momento dos  combates mais solitário?

VI

Farás da vida a fé em sempiterno triunfo

Quando erguido o monumento da resiliência

Que erguendo pedra sobre pedra

Puseste no templo sagrado da paciência

VII

Então do alvorecer que rutila nos olhos

Do semblante pacífico de sabia decisão

Puseste a marcha em uma só direção

Como uma alma forte e bem atrevida

Pusestes na marcha; Deus frente á vida

 

 

(Clavio J. Jacinto)

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você