[ editar artigo]

Carta Para as Crianças no Futuro Pós-pandemia

Carta Para as Crianças no Futuro Pós-pandemia

Carta Para as Crianças no Futuro Pós-pandemia

 

Caras crianças do futuro,

Encerrou-se a guerra contra a covid 19.

Quem venceu? Ninguém!

O que resta é um mar de defuntos,

O caminho da dita normalidade

Trilhado a passos largos em incivilidades.

A barbárie humana voltou ao seu devido lugar,

O espaço bestial de sempre. A transformação de todo

O animo em carne putrefata... Faces enfeitadas de ignorância.

 

Como foram aqueles dias? A pandemia não mudou ninguém,

O pior que há em nós se intensificou!

Foram compassos de melodias racistas reveladas

Nos atos daqueles que se diziam democratas.

Homens estrangulando mulheres no íntimo dos quartos,

Imbecis negacionistas ignorando a biológica tragédia.

A dita civilidade cheira fezes e no ar se decompõe.

Tudo que era considerado educado foi ignorado,

Perseguido e tratado como nada.

Os vermes humanos incendiaram fedor sobre as narinas,

Causaram gangrena moral, acordaram inúmeras bestialidades.

 

Por isso, cresçam crianças, ignorem o que foi vivido.

Façam uma grande e apaixonada transformação,

Tentem mudar o mundo, amputem as mãos podres.

Sonhem com libertas paixões,

Se livrem dos acinzentados dias.

 

Autor: Dennis de Oliveira Santos

INfluxo
Dennis De Oliveira Santos
Dennis De Oliveira Santos Seguir

Sociólogo, professor e escritor. Um amante do mundo das letras que se expressa através de poesias e crônicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você