[ editar artigo]

"Sonho de Ícaro"

Desde o início da humanidade,

o homem busca, suas asas, criar,

objetivando a liberdade,

para mais alto, poder voar.

 

Desafiam suas próprias leis

e também as da natureza,

em excentricidade e ego de reis,

almejam, a todo custo, nobreza.

 

Em desobediência, batem asas pra subir,

pois, em baixo, as águas do Mar pesarão,

não encontram o meio termo pra medir,

esquecendo que, perto do Sol, as ceras derreterão.

 

A história Grega da mitologia,

conta que alguém voou em Creta,

mas que esta mesma ideologia,

sua própria morte decreta.

 

A linha que separa homens e deuses,

são, pelos mortais, intransponíveis,

nós não somos semideuses

e ultrapassa-la, trarão punições, irreversíveis.

 

Nesta estrada, será de grande valia, o discernimento,

afinal será bem longa a nossa corrida,

meçamos a conduta e comportamento,

para não pagarmos com a vida.


Antônio de Pádua Elias de Sousa

17/12/2020

Narrativas

INfluxo
Antônio de Pádua Elias de Sousa
Antônio de Pádua Elias de Sousa Seguir

Natural de Formiga-MG, formado em Administração de Empresas, membro da Academia Formiguense de Letras, 18 livros escritos, sendo 1 com registro de ISBN e Biblioteca Nacional e, o restante nas plataformas digitais da Amazon, Clube de Autores e Perse.

Ler conteúdo completo
Indicados para você