[ editar artigo]

SER PRETO NÃO É UM DEFEITO

SER PRETO NÃO É UM DEFEITO

Olha! Eu vou logo perguntando: O que fizemos aos senhores além de nascer com essa cor?

Me diz se é crime ter sorriso bonito e coração repleto de amor.

Para de me atacar, deixa o meu povo descansar ...

Qual é o problema de aba reta, brinco na orelha e brilho no olhar?

Imagina meu filho que sai de casa com um abraço e chega em casa falando: “PAI! EU FUI CHAMADO DE MACACO!”

Como é que o moleque vai crescer, já tendo que aprender porque que é que pai está com o punho pro alto.

Não da pra entender, o que eu fiz pra você pra eu ser o bandido da história.

É realmente só porque a minha pele é preta que eu sofro com sua palmatória?

Olha! Chuva de tiro na cara de preto...

Eu lá no gueto, onde a pele escura é o meu único “defeito”. CHUVA DE TIRO NA CARA DE PRETO...

Mano...eu te trouxe o jazz, o blues, samba, reggae, pop, soul...olha o bem que fiz pro teu ouvido...

Cê vem me atacando, de sujo, macaco, ladrão, bandido...eu não sou teu inimigo...

Me diz qual é o teu problema com preto... diz porque eu sou um defeito:

É meu cabelo? Meu olhão de jabuticaba? Meu sorriso reluzente? Ou é o meu jeito?

Oh! Vou logo te avisando: a gente não tá brincando...

Nós vamos continuar lutando...

Mas sabe o que eu queria mesmo? Era não precisar de lutar...

Que punho pro alto, fosse só pra comemorar...

Mas enquanto essa hora não chega...e olha! Ela a de chegar...

Eu vou rebatendo o seu ódio, com o meu dom de amar!

Mas, me diz...o que fizemos aos senhores pra que nos trouxessem essa dor?

Narrativas

INfluxo
Ulisses Passos
Ulisses Passos Seguir

Produtor de Eventos, sonhos e conexões culturais.

Ler conteúdo completo
Indicados para você