[ editar artigo]

Profundamente

Profundamente

Eu respirei profundamente
e me sufoquei com as palavras engasgadas.
Olhei em volta e a minha volta 
eu me perdi contando pedaços e tempo.
Me espreguicei na madrugada 
enquanto as estrelas me cobriam
e eu desenterrava as palavras 
de dentro do meu peito
sempre ansiosas para serem ouvidas..
Meus corpo tem sede
do vinho quente que escorre em 
seus lábios vermelhos
que inebria meus olhos e alma e me faz
prostrar com meu rosto entre
suas coxas e te saborear-te.
Faço perecer suavemente 
as lágrimas quentes no travesseiro
enquanto sombras criadas pela lua 
atravessam o chão lentamente.
Respiro profundamente
com meus olhos fechados,
o perfume que faz meu embalar
alegremente os meus sonhos.
E deixo a noite me levar
para o mais perto de você.

Paulo Marcos
 

Narrativas

INfluxo
Paulo Marcos
Paulo Marcos Seguir

Um anormal em uma sociedade insana.

Ler conteúdo completo
Indicados para você