[ editar artigo]

Misticismo

Misticismo

No céu negro, um manto azul-marinho

Nem todas as estrelas brilham.

A areia do mar umedece a planta dos pés

e o luar mais que informal

faz- se fúnebre.

Alguns suspiram,

outros sussurram,

Ninguém ri.

Enfeitiçados observam

e pedem aos céus por misericórdia!

Para aqueles que na energia da mãe natureza sentem esperança.

Poesia da Alma. Artista: Renata Campagner.

Narrativas

INfluxo
Pulmão da Cuesta
Pulmão da Cuesta Seguir

Amante da poesia marginal, pintora de mulheres, formada em Literatura, professora, mãe e apaixonada pela vida. 40 anos de idade, Botucatuense.

Ler conteúdo completo
Indicados para você