[ editar artigo]

Herança de sombras

Exaltada ou tímida,
ela falta alto ou murmura.

Escuta, olha, ri.

No relevo de seu rosto,
sol e nuvens se alternam.

Às vezes, vendavais.

De vez em quando, pelas janelas da alma,

assomam fantasmas,
aquela herança de sombras íntimas,
nossos tiranos companheiros.
Alguns ela expulsa, corajosa,
e recupera espaço
dentro de sua própria casa.

Outros ela recolhe e fecha as persianas,
temerosa de que, se repelidos
por vingança levem consigo
algumas de suas suaves esperanças.

(Aquelas frágeis certezas
que o tempo despedaça ou cristaliza).

E ela retorna.
Me encontra.
Retoma a conversa.

Pelas frestas das persianas os fantasmas espiam,
encolhidos à luz do sol que brilha na calçada.

Narrativas

INfluxo
Ivo Santos Cardoso
Ivo Santos Cardoso Seguir

Jornalista, escritor, divulgador da medicina preventiva e modo de vida natural

Ler conteúdo completo
Indicados para você