[ editar artigo]

ENTRAR EM CASA(Conto de Mistério)

ENTRAR EM CASA(Conto de Mistério)

Era madrugada,na rua  tudo escuro e inabitado, a pressa de entrar em casa me fazia adiantar os passos, não sei se o medo era real ou só uma amplificação da minha mente, mas respirei fundo e busquei minha coragem apertando a  chave na mão, repetia comigo mesma:chegar, enfiar a chave na porta, puxar a porta, rodar a chave, escutar o barulho da trava e entrar, fechar os  cadeados e esquecer o quanto aquele  lugar era perigoso.Fazia duas semanas que tinham esfaqueado alguém na esquina de casa, desde daquele dia fiquei paranoica. Saía da lanchonete às 3 da manhã, o ônibus parava às cinco quadras de casa, se pelo menos eu ainda estivesse com Mario, ele me acompanhava até  casa, me sentia segura com ele, agora o jogo é outro, preciso poder sozinha. Me aproximei da entrada da kit net, uma portinha entre duas lojas de bujingas e coisas antigas, senti aquela presença outra vez, olhei pra traz e não vi nada, minha mão começou a tremer, não conseguia acertar a porra do buraco, senti um sopro perto do pescoço,  o vulto dele se aproximando, olhei em volta, ruas vazias, tentei enfiar a chave com mais atitude, ela caiu em câmera lenta.Peguei a chave no chão e olhei para o lado, ele estava ali, me encarando em quanto soltava fumaça de seu cigarro pelo canto da boca, apoiado no poste como alguém que espera seu amor, seria eu sua escolhida?em um piscar de olhos me puxou pelo cabelo me enforcando com a outra mão, tossi buscando ar, e no último fôlego soquei o vazio,estava sozinha.Entrei em casa e fechei os cadeados.Cansei da minha mente pregando essas peças,cansei de ser  abusada por ela, agora deito em minha cama fingindo não ter medo,e deixo que o olhar que me encara pela janela me embale o sono.

Narrativas

Ler conteúdo completo
Indicados para você