[ editar artigo]

Economia Consciente

Economia Consciente

Economia Consciente

Falar em economia é um assunto que nem todo mundo quer falar, principalmente com o cenário atual e com uma renda mal distribuída no país.

Mas independente de qualquer coisa, falar em economia deveria ser assunto a ser tratado desde as crianças até idosos, no entanto por diversas razões isso não acontece.

Mas afinal o que é economia consciente?

Pois bem, é aquela feita pensando no impacto que ela pode causar para o orçamento pessoal/familiar, para a sociedade de modo geral e principalmente ao meio ambiente, mas assim como tudo na vida tem o lado bom e ruim.

É ruim quando há desperdícios de água ao deixar torneiras abertas demais enquanto fazem determinadas tarefas, luzes acesas em ambientes, alimentos jogados fora por estarem estragado, acúmulo de roupas e calçados sem uso, entre outros maus hábitos.

É ruim quando não se separa o lixo orgânico do reciclado, joga óleo na pia, quando há descarte indevido em terrenos baldios e perto de córregos e rios.

É ruim quando todas essas ações não sensibilizam os envolvidos ao ponto de jogarem a responsabilidade para outros, como por exemplo, o poder público, embora ele tenha sua parcela de responsabilidade.

Mas quando se fala de economia consciente, sempre é tempo para mudar os hábitos e usufruir dos benefícios que ela proporciona.

A começar em casa, quando se faz o uso correto da água e da energia, quando faz compra por necessidade e não por impulso, faz lista para o supermercado e leva somente o suficiente para consumir, faz reaproveitamento de alimentos e embalagens, separa o lixo e compra roupa e calçado que pode ser trocado caso não sirva.

Com tudo isso feito, gasta se menos, economiza dinheiro que pode ser usado para aquisição de algo realmente necessário ou guardado como uma reserva para uso futuro.

Mudar hábitos, pensamentos e ações qualquer um pode fazer a qualquer momento, basta ter um bom motivo e olhar para o coletivo, a começar pela própria casa, estender para a vizinhança e assim por diante.

Para que essa consciência aconteça é preciso uma avaliação das compras feitas, dos hábitos adquiridos e quais as ações que tem sido maléficas para o meio ambiente de modo geral, pois ele é quem traz o maior benefício, entre eles respirar um ar mais puro.

Afinal, ser consciente é deixar um legado para as gerações futuras, um legado  de responsabilidade, de respeito e principalmente de valores.

 

 

Narrativas

Ler conteúdo completo
Indicados para você