[ editar artigo]

A flor e o espinho

A flor e o espinho

 

És mais bela que a mais linda flor, malgrado os espinhos

Tocar no teu corpo pode doer, porém mediante carinhos

Incompreendida no pensar, no agir e as vezes no querer

Te entendo, como sendo a mais pura pessoa que pude conhecer

 

Seu mundo é um imenso jardim repleto de intensos perigos

Mas ao adentrá-lo, me ponho na perfeição, sem castigos

Quem entende ser simples encontrar o mais raro diamante

Jamais compreenderá a magia, da sua presença por um instante

 

Alcançar seu coração requer a destreza de andar a ferro e fogo

Te conquistar é a certeza de enfrentar um dragão de tesouros

Mas por ti daria minha vida e enfrentaria a mais forte tempestade

Pois desde que a toquei, te amei e amarei por toda eternidade

 

Narrativas

INfluxo
Ricardo Alves de Souto
Ricardo Alves de Souto Seguir

O Autor tem uma extensa carga cultural. Poeta por essência, escritor, advogado renomado e político são algumas das carreiras desse talentoso escritor que hoje conta com 52 livros publicados.

Ler conteúdo completo
Indicados para você