[ editar artigo]

Casinha Amarela

Casinha Amarela

Casinha Amarela

UM FIO D’ÁGUA CORRENDO ENTRE AS PEDRAS
DESCE A COLINA ATÉ CHEGAR NO RIBEIRÃO
À SUA VOLTA AS ÁRVORES CRESCEM FRONDOSAS
E A CHUVA MANSA TRAZ UMA NOVA ESTAÇÃO

QUANDO CRIANÇA PISAVA LIVRE NESSE CHÃO
VOAVA ALTO NO BALANÇO DA MANGUEIRA
E NA CASINHA AMARELA DE VERMELHÃO
VIVIA OS SONHOS QUE LEVARIA A VIDA INTEIRA.

O TICO-TICO DO CAFÉ LÁ NO TERREIRO
ANUNCIAVA AS FLORES DOS CAFEZAIS
E AS HORTÊNSIAS AZUIS EM PLENO SOL
PINCELA O QUADRO QUE NÃO ESQUEÇO JAMAIS.

CORREU O TEMPO E AINDA RESTAM AS LEMBRANÇAS
DAQUELES CAMPOS COBERTOS DE ALGODÃO
DO SEU SORRISO NA JANELA A ESPERAR
A ALGAZARRA DAS CRIANÇAS COMEÇAR

HOJE A JANELA SE FECHOU PARA SEMPRE
DOS CAFEZAIS NÃO HÁ NEM MESMO UMA FLOR
DOS PASSARINHOS SÓ OUÇO OS PARDAIS
E AS ANDORINHAS QUE APARECEM NOS QUINTAIS

AI QUE SAUDADE DA CASINHA AMARELA
DA ESTRADINHA NO MEIO DOS LARANJAIS
DO LUAR, DAS ESTRELAS, DE TANTA PAZ
DA MINHA INFÂNCIA QUE NÃO ESQUEÇO JAMAIS.

https://www.youtube.com/watch?v=Qzj3MxCvbSw

Música

INfluxo
Amanda Kraft
Amanda Kraft Seguir

Sou escritora, cantora e compositora. Possuo vários contos selecionados em antologias - à venda pela Amazon e outros - como Amanda Kraft. Como cantora, compositora e artista plástica, uso o pseudônimo de Lamaris.

Ler conteúdo completo
Indicados para você