[ editar artigo]

Balada para o Poeta (Banda Porteira Elétrica) Letra: Fabrício Manca

Balada para o Poeta  (Banda Porteira Elétrica) Letra: Fabrício Manca

Uma homenagem a Serginho do Rock, saudoso cantor e compositor Leopoldinense-.MG. Que ilustrava em sua canções as belezas naturais de nossa região, a introdução da música, é um pequeno trecho do discurso de Serginho do encontro comemorativo do 9 de julho, que acontecia anualmente, independentemente do dia da semana, esse datado de 1989. Nossa homenagem é inspirada no seu primeiro álbum "Girassol maravilhoso'

Balada para o Poeta 

(Fabrício Manca)

 

Pelo espaço ecoa em ondas sonoras 

Vaga na luz, reflete em tudo (és claro)

Feito matéria se encontra vivo

Nos violões de quem te leva num ritmo raro

 

Hoje ele canta pelas constelações 

Compõe a natureza sideral

Antimatéria desencarnado andas 

Nos pontilhões do universo (andarilho especial)

 

Ele tem veia de poeta e ator

É meio místico e compositor 

Ele partiu pra uma turnê no universo 

Está constelando sucessos, conduzindo calor

Pode parecer besteira,

Crendice, fábula ou mistério 

 Mas acredito que exista um palco

Na fronteira que limita o universo paralelo

 

(Viajando na velocidade da luz 3X)

 

Em meio a Campos verdes e amarelos

Entre outras flores, se destaca honroso

A natureza se reverencia toda

Diante do girassol maravilhoso 

 

Se vira ao sol no campo ou nas estrelas 

E no universo se encontra inteiro 

No céu a sua estrela é o sol constante 

Aqui na terra o seu palco é o morro do Cruzeiro

 

Ele tem veia de poeta e ator

É meio místico e compositor 

Ele partiu pra uma turnê no universo 

Está constelando sucessos, Conduzindo calor 

 

Pode parecer besteira,

Crendice, fábula ou lenda

Mas o Poeta um dia há de voltar

Quem entende sabe, quem não sebe, entenda:

 

Que quando poeta voltar das estrelas 

Com o seu violão incandescente nas mãos 

E profetizar em acordes menores 

O tom maior de sua nova canção 

 

Ele vai cantar pro mundo inteiro ouvir

E quem ouvir, cantará pra outra geração 

E o sim do infinito irá repercutir.

(Dos fins dos dias aos dados das mãos 4X)

 

 

 

Música

INfluxo
Fabrício Manca de Souza
Fabrício Manca de Souza Seguir

Aspirante a músico, poeta e compositor, membro da ALLA (Academia Leopoldinense de Letras e Artes) em Leopoldina - MG, procuro através do meu trabalho compartilhar inspirações e emoções.

Ler conteúdo completo
Indicados para você