[ editar artigo]

Vegetarianismo cresce no Brasil

Black Friday traz opções com descontos para quem quer adotar uma dieta
sem alimentos de origem animal

O Brasil conta com quase 30 milhões de vegetarianos, segundo pesquisa do Ibope de 2018, o que representa 14% da população. Nos últimos anos a população vegetariana mais do que dobrou no país, em 2012 apenas 8% se declaravam vegetarianos. Mesmo quem ainda não adotou a alimentação sem procedência animal tem interesse em diminuir o consumo de carne - sendo 57% dos entrevistados em pesquisa feita pelo Google em novembro de 2019.

Dados do Google Trends mostram ainda que, de janeiro de 2012 a dezembro de 2017 o volume de buscas pelo termo "vegano" aumentou 14 vezes no Brasil. O crescimento no volume de buscas pelo tema tem aumentado de duas a três vezes a cada ano (entre 150% e 250%), o que traduz claramente o interesse do consumidor.

A Black Friday será uma boa oportunidade para mergulhar nessa tendência e aproveitar para iniciar, ou fortalecer, o processo de mudança de dieta com opções a preços mais atrativos.

Ligia Bertuol, gastróloga da Uná Alimentos, pondera que a falta de habilidade para combinar itens em um prato saudável e a correria de quem está atarefado no home office ou escritório podem atrapalhar ao adotar uma alimentação vegetariana, mas os benefícios valem a pena. "Há diversos estudos científicos que mostram que pessoas vegetarianas têm menor incidência de doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes, câncer, além de serem mais longevas".

Para substituir a proteína das carnes, alguns vegetais podem ser até mais eficientes e, quando consumidos em variedade, são melhores ainda.

Jornalismo

INfluxo
Ivo Santos Cardoso
Ivo Santos Cardoso Seguir

Jornalista, escritor, divulgador da medicina preventiva e modo de vida natural

Ler conteúdo completo
Indicados para você