[ editar artigo]

COBAIAS DE BOTUCATU

COBAIAS DE BOTUCATU

Sou botucatuense, e essa semana viramos notícia no Brasil. A minha cidade tem 148 mil habitantes, segundo o IBGE, e está entre as 40 melhores cidades do país quando o assunto é sustentabilidade fiscal. Para quem não sabe, isso tem a ver com uma gestão administrativa considerada eficaz e democrática. Esse município do interior paulista foi escolhido para fazer essa pesquisa científica, e a ideia é produzir uma imunização em massa para, então, conhecer os resultados do imunizante.  Por que a escolha?

Na verdade foi uma disputa, mas o fato de ser um município com menos habitantes dos que estavam disputando, possui uma das universidades de maior pesquisa científica da América Latina. 

O estudo foi aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) e as doses da vacina serão doadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) do governo federal. Cerca de 105 mil habitantes acima de 18 anos começam a ser vacinados no dia 16 de maio. O estudo será acompanhado pela Fiocruz. O sequenciamento das amostras coletadas vai ser feito pelo laboratório do Hospital das Clínicas de Botucatu. O tempo do estudo será de oito meses. Nesse período, serão sequenciados os casos positivos para saber qual a cepa e a efetividade do imunizante.

Alguns fazem piadas como chamar a população de "cobaia", porém na atual conjuntura, ser cobaia é a única esperança para obter avanços. Com o país assolado pela morte, não podemos perder tempo para posicionamentos moralistas ou invejosos. É um privilégio para a população fazer parte dessa pesquisa e eu como nascida, residente e professora botucatuense estava à espera da minha vacina, numa lista demorada, agora me sinto lisonjeada e confiante nos resultados!

Botucatu não será a primeira cidade a se beneficiar com a pesquisa. Para saber mais, leia sobre os resultados obtidos na imunização em massa da cidade de Serrana, SP.

 

Jornalismo

INfluxo
Pulmão da Cuesta
Pulmão da Cuesta Seguir

Amante da poesia marginal, pintora de mulheres, formada em Literatura, professora, mãe e apaixonada pela vida. 40 anos de idade, Botucatuense.

Ler conteúdo completo
Indicados para você