INfluxo
INfluxo
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Viagem

Viagem
Maria Ildete Leal Falciroli
out. 11 - 3 min de leitura
030


Viagem

Eu estava vivendo um pesadelo tamanho, que não compreendia o que estava acontecendo. Andava pela casa sem fim, ao mesmo tempo pequena, como uma quitinete, e conforme eu me movimentava, era uma casa enorme, com muitos quartos, salas, e uma cozinha exageradamente grande. Eu tentava entrar nos quartos para conhecer, mas quando chegava em frente as portas, não conseguia entrar. As portas não existiam e outras não se abriam e outras quando abertas não havia nada. Era um vácuo. A cozinha tinha uma mesa farta com muitos quitutes, doces, saladas, farofas, muitas frutas que ao mesmo tempo era o horário do almoço, da janta e o café da manhã. Me sentia totalmente perdida e ao mesmo tempo saboreando cada momento que mudava rapidamente, como um filme em alta velocidade. A casa pequena se movimentava e fui parar num jardim. Tenho que descrever de tão lindo que era:

- Um pequeno lago no meio com floreiras ao redor. Uma parreira de flores da primavera e do outro lado uma parreira de uvas. Embaixo da parreira de flores da primavera, havia uma mesa com cadeiras brancas, mesas de jardim. Sobre a mesa havia flores e frutas com sucos naturais. Algo me empurrou levemente dizendo:

- Vá! Sente-se lá!

Levada por uma brisa, cheguei até a mesa e vi que tinha uma estante flutuante cheia de livros que pareciam conversar entre si. Alguns olhavam para mim querendo dizer algo. Um em especial me disse:

-Olá! Estou aqui a te esperar faz um tempo!

Peguei o livro e comecei a ler. Não havia nome e nem textos. O livro estava com todas as páginas em branco, mas eu lia tudo o que não estava escrito. Me deliciava com a leitura. Viajava por todos os lugares. Me deliciava. Ria e chorava com a leitura.

E perguntava:

- O que estou lendo?

Naquele lugar o tempo ia e vinha. Era presente, passado e futuro. Era noite e dia. Chuvas torrenciais e um sol ardente envolvia o lugar. O vento suavizava tudo. Que delícia! Em meus pensamentos tudo acontecia. Saudades, lembranças, tristezas, alegrias, dores, sonhos e realidades presentem ao mesmo tempo. Em outros momentos me encontrava extasiada, extremamente emocionada, flutuando! Outras vezes tudo era muito veloz como um trem bala ou num cometa em direção a qualquer lugar que não fosse a terra. É assim, sempre assim quando abro um livro para ler.

 




Denunciar publicação
    030

    Indicados para você