[ editar artigo]

Um minuto de silêncio

Um minuto de silêncio

 

Ideia para uma cena de teatro. Um minuto, estourando! 

O cenário consiste apenas em uma mesa de mogno e, mais ao canto, uma bandeira do Brasil. No centro da mesa, sentado e olhando para frente, vemos um HOMEM ADULTO E COMPLETAMENTE IMÓVEL.  Seu rosto é branco e pálido, os olhos claros e o cabelo grisalho e escovadinho para o lado. Ele veste um paletó com a faixa presidencial por cima.

Uma mulher (TAMARES) penteia seu cabelo enquanto olha preocupada para ele. Outro homem (OLAVO) entra em cena apressado.

 

OLAVO – Temos menos de um minuto.

TAMARES – Vou precisar fazer um reboco aqui. (pega um pancake e esfrega no rosto do homem imóvel)

OLAVO (tom preocupado) – E como ele está?

TAMARES – Isso é pergunta que se faça? Testa o áudio.

 

Olavo tira um gravador do bolso e aperta o PLAY:

 

“BRASIL ACIMA DE TUDO. DEUS ACIMA DE TODOS.”

 

OLAVO (aliviado) – “Talkey.”

TAMARES – Consegue acreditar que ele foi reeleito só com meia dúzia de frases?

OLAVO – Não. O que o reelegeu foi o silêncio. A popularidade dele só cresce desde que ele pegou a "gripezinha" e caiu morto numa poça de ranho e orgulho.

TAMARES – Shhhiu. Vai entrar.

OLAVO (sinal canastrão de joinha) – Boa sorte, presidente.

 

Música forte que remete ao hino nacional, os dois saem de cena e o foco de luz fica apenas no presidente empalhado.

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você