[ editar artigo]

Um cãozinho chamado Salgadim

Um cãozinho chamado Salgadim

                                                                            Ione Morais

 Sofia queria muito ganhar um cachorrinho e seu pai, sem dinheiro, encontrou um filhotinho em um  abrigo e trouxe para ela. Quando viu  o bichinho  com a carinha esbranquiçada,  logo falou:

– Você tem cara de sal, seu nome vai ser Salgadim.  O cachorrinho sem entender nada balançou o rabinho e se aconchegou no colo dela  e eles eram felizes até que, uma  tia que morava distante veio visitá-los e trouxe  o “Rock Star”, um belo cachorro  de raça que andava pela casa  feito um príncipe das Arábias.  Todo mundo  o paparicava, e ele, orgulhoso, estufava o peito,  esnobava  o pobrezinho com cara de sal.

Salgadim só podia ficar  na  porta da cozinha, o coitado. Uma tremenda discriminação faziam com ele. 

Sofia, gostava do seu cachorro, mas ficou encantada com o Rock Star. Grande, de pelo macio e brilhante ele conquistou o coração de todos, ainda que fosse  apenas um hóspede.

A mãe  de Sofia tinha uma doceria e  Salgadim ouvia sempre ela dizer,  enquanto mexia e remexia com a colher de pau os doces que fazia para vender.

– Um pouquinho de sal para realçar o doce!  E o cãozinho ficava lá, só olhando o intrometido  comer a ração  cara que a dona colocava pra ele, na vasilhinha de  quem?  Isso mesmo, do Salgadim!

Poucos dias antes dos visitantes irem embora, uma cobra caiu do muro bem perto  de Rock star, que de herói só tinha o nome.  Ele então  correu para dentro, enquanto Salgadim latia descontroladamente, obrigando o pai de Sofia a averiguar o que estava acontecendo. Ao ver a serpente rastejando rumo à porta, pegou um gancho e levou-a  até a mata.

Quando voltou, deu uma olhada de gângster para Rock Star que estremeceu todo, voltando-se para o vira-latas  disse:

– Um verdadeiro herói não tem pedigree!   Salgadim, passou  a ter  acesso à residência,  e se sentiu o astro da vez. Porém, como ele  era um cãozinho legal,  deixou que Rock Star aproveitasse seus últimos dias  de visita como o rei da  casa.

 

Moral da história: Que  seria do doce se não fosse  o sal? E vice  e  versa.

 

Imagem grátis Pixabay - Por Merio.

Ler conteúdo completo
Indicados para você