[ editar artigo]

Saudade Incômoda

Saudade Incômoda

Se a saudade fosse um brigadeiro 
abriria mão da minha vontade de doce.
Ah se ela fosse meu violão...
Deixaria então de dedilhar em seu corpo curvilíneo                                          e tocar nossa peculiar melodia.
Se esta danada fosse uma ilha, 
longe deste caos e maldade
talvez até nadaria a sua procura,
mas se ela fosse um best seller 
a poeira seria sua cobertura.
Se a saudade fosse a Primavera 
me trancaria no quarto 
e as janelas jamais seriam abertas 
quando esta estação florida 
e eu só desejando uma única flor 
e tão colorida e eu anseando uma só cor chegasse.
Saudade, porque você consegue ser tão bela 
e insuportável?
Talvez eu seja um tolo,
mas você sempre me diz que só veio 
quando o som de uma saída pela porta 
foi a batida solicitando a sua chegada.
Você é um incômodo que me deixou bipolar,
que me faz rir e chorar.
Que insiste em me fazer companhia
quando minha companhia ainda vive 
dentro de mim.
Meu bem vai embora, vai!
Ela vai voltar!

Paulo Marcos

INfluxo
Paulo Marcos
Paulo Marcos Seguir

Um anormal em uma sociedade insana.

Ler conteúdo completo
Indicados para você