[ editar artigo]

PRIMAVERA DA MINHA ESPERANÇA

PRIMAVERA DA MINHA ESPERANÇA

 

O ano de 2020 está indo.

Um ano que mudou nossas vidas completamente, com nossas expectativas insignificantes, planos desfeitos, sonhos paralisados, corpos cansados, mentes dispersas e sobrecarregadas. À medida que tudo foi ocorrendo o senso se tornou o senso, perdida entre minha desmotivação e meu sonho. Parei  por um tempo enquanto respirava numa clara tentativa de recobrar forças e lutar contra tudo que me causasse frustração  em uma guerra interna com meu próprio eu , um eu que sofria pela dor , perda e solidão que prolongava o meu estado inerte no mesmo lugar .

E nessa luta diária me encontrava pensando no quanto esse ano poderia ter sido produtivo, nas coisas que deixei de fazer e tiveram de ser adiadas. E sempre vinha carregado de pensamentos automático que desencadeavam uma serie de pensamentos de autoculpabilização que me deixava ansiosa e muitas vezes deprimida, uma vez que vinha a sensação de culpa pela falta de produtividade. O que essa permissão de ócio nesse momento atual me permitiria fazer, criar e inovar?

A sociedade cobra e romantizam situações das quais uma parcela da população se quer tem a seu direito garantido , e acabamos por achar normal essa loucura da produtividade em massa mesmo diante de um período de esgotamento e adoecimento social . Me perguntava sempre se estaria eu fazendo o suficiente , dias em que minhas lagrimas secavam e a dor emocional me derrubava eram momentos que meu corpo pedia uma pausa e ajuda diante desse repertório massivo . Houve momentos em que me culpava muito pelas coisas que não conseguia fazer, tentei seguir a rotina de estudos  iniciando minhas atividades do “ isolamento ”,  pratiquei atividade física e yoga , experimentei coisas novas , estudei novos idiomas como o coreano e o espanhol .

E em um quarto pequeno fui me acomodando lentamente.

Quero destacar que estamos entrando em um novo ano, este ano de dois mil e vinte do qual passamos por momentos difíceis e varias vezes choramos e nos angustiamos fez com que perdêssemos muitas pessoas importantes. Houve tanta calamidade que acabamos presos a nós mesmos. Também tivemos outro momento, bons momentos dos quais refletimos e protestamos contra a desigualdade e o preconceito no mundo. Nosso grito de repudio contra o racismo, feminicídio, abuso e destruição ambiental, assim como vários outros que nos unia mesmo que online para reividicar os nossos direitos.

Perde familiares , amigos e vivenciei uma dor muito grande com toda essa situação , uma dor da carne e da alma , mas também tive momentos que me trouxeram amor e carinho de pessoas que amo e retribuem o sentimento . Tive apoio  e suporte , encontrei novos sonhos e novas possibilidades de melhorar o mundo . E esse sentimentos e dificuldades trouxeram aprendizado assim como pessoas maravilhosas que conhece nesse ano.Ainda que pela distância para com as pessoas das quais sentimos apreço e são símbolos de inspiração e empoderamento foram capazes de nos presentear mesmo que a distancia. Com esse mundo “Home Office” tivemos mais tempo com nossas famílias, mais tempo para nós mesmos, refletimos com mais intensidade a medida que nos fora colocado nesse tempo de aprisionamento em nossas próprias residências .

Mesmo quando estava sentindo que o mundo parecia que estava desmoronando ao meu redor e sobre minha cabeça foi possível encontrar um pouco de mim mesma, e acabei por encontrar um jeito de sorrir por causa de amigos e familiares que estiveram conosco nos apoiando continuamente. Passei a ouvir uma música com mais freqüência , seu nome é Magic Shop de um grupo composto por sete jovens carinhosos que ao longo da minha vida trazem felicidade e resiliência . Na canção os meninos falam sobre  como eles sabem o quanto  estamos hesitando , sobre uma dor emocional que traz cicatrizes , eles falam sobre não dizer palavras clichês em um momento tão difícil como o agora e sim em contar a sua própria história enquanto fala sobre a mensagem que deseja destacar .

E dessa forma , exatamente como se passa na música eu me encontrei em momentos de conflito e hesitação , em dias em que eu odiava  ser eu , por conta de dias em que eu quero desaparecer mas com cada amor , carinho e esperança eu fui desabrochando . É tão fascinante o quanto a música nos fazem bem , elas nos desencadeia múltiplos sentimentos e sensações. No meio de toda essa situação não somente no Brasil como no mundo sente meu coração se aquecendo com o carinho que recebe ,seja através de cuidados de amigos queridos como de cantores que mesmo do outro lado do mundo me deram conforto .

È incrível como uma música pode nos passar tanta força e inspiração.

A mensagem que desejo destacar envolve o quão difícil este ano foi como um ensinamento para as coisas mais preciosas que temos , espero que tenhamos consciência das coisas que verdadeiramente importam , como a vida e os laços que temos .

Aprende o quanto somos importante na nossa singularidade e o quão difícil se faz termos compaixão consigo mesmo , nesses dias complicados agradeço pelas pessoas que amo estarem vivas e saudáveis , obrigada por estarem juntos nessa jornada tão árdua .Lutei contra mim mesma e unida com meu exercito de ARMYs – fãs do grupo sul coreano BTS - fizemos ações sociais no Brasil que ajudaram a melhorar nossos problemas sócias como as queimadas. Isolada e coletivamente tentei passar o melhor de mim para outras pessoas e a mim também, mesmo minhas dores e alegrias eram parte de quem estava sendo agora, nessa nova pessoa que estava me formando.

Em um dia estávamos todos cuidado das nossas vidas e no outro tivemos que nos isolar e camuflar sobre nossos medos .Nesse período difícil pelo qual estamos passando houve momentos dos quais me encontrava deprimida ou como em muitas vezes triste, foram dias complicados, cansativos e deveras estressantes. Mesmo em casa o estudo e o trabalho não findaram, mas tive apoio de amigos que ao enfrentarmos juntos de frente descobrimos em conjunto que poderíamos deixar um numero maior de pessoas felizes e esperançosas, tive momentos em que pensei em desistir, em sentar totalmente acomodada com toda a situação a minha volta, e esses eram dias com níveis maiores de dificuldade, uma realidade sobre mim mesma e principalmente sobre minha saúde mental. Sinto que minha personalidade suavizou mas o amor e vontade de lutar por um mundo melhor recarregou , damos nos bem , e é o que faz com que nossos projetos sejam colocados em prática com eficácia , assim ajudando um maior numero de pessoas.

 E assim como muitas outras pessoas ao redor do mundo, não sou perfeita, comete muitos erros e diversos erros , mas a pessoa que sou hoje , é aquela que aprendeu com esses a ser uma pessoa melhor a cada dia , pois o meu eu atual , sou eu melhor do que ontem e pior do que o meu eu do amanhã .Eu tenho muitos defeitos , tenho medo , falhas , sonhos e desejos que muitos acreditam ser inalcançáveis , mas se tem algo que aprende ao longo desse ano , é o quanto devo acreditar em mim mesma , fazendo isso ao acolher  e abraçar a mim mesma o mais forte e o quanto eu puder . Pois aos poucos, gradativamente fui me amando, e gradualmente me tronei em uma pessoa que o meu eu de oito anos de idade se orgulha.

Fora por isso , que nos últimos meses ouvi a mim mesma indagar , Quem é você ? Qual seu nome ? Aquela voz dentro de mim que a muito havia deixado de ouvir se repetia e reverberava. A voz da menina que fui sonhadora, amorosa e altruísta se preocupando em como estava me trancando dentro de mim mesma. E como se cantasse para mim mesma fui me abrindo comigo mesma, passando a ser mais sincera com meus próprios sentimentos.

Os primeiros dias foram difíceis...

Por diversas vezes me sentia ansiosa sobre como seria o amanhã e sobre tudo quando poderíamos ter segurança novamente . Contudo , aprende que assim como a primavera iremos desabrochar incontáveis vezes com esplendor , apenas espero que todos fiquem bem e saudáveis  , pois minha primavera de esperança se enche de amor e logo trará cor ao mundo novamente .

INfluxo
Maria Karuline de Sousa Lima
Maria Karuline de Sousa Lima Seguir

Sou uma jovem mulher com sonhos grandiosos , gosto de assistir doramas , ler livros e na maior parte do tempo você me verá lendo alguma história emocionante que me faça vibrar , chorar e rir .

Ler conteúdo completo
Indicados para você