[ editar artigo]

O TEMPO

O TEMPO

O tempo que me diz quando tudo vai acabar?

Outro dia pensei que era hoje, ontem foi o agora;

E o depois já passou....

Suspiro na vontade de existir e em cada aspiração;

Um tempo foi e outro está vindo;

Sigo sorrindo;

Acelerado, inquieto e inconstante;

Ufá!

Que instantes retilíneos, uniforme, agitado;

Estou parado, inerte e sem vida;

Revejo por vários pontos;

A minha presença no espelho;

Lasco um rugido;

Entre caretas e pedidos;

Ouço a minha voz que grita:

- Onde está o tempo que se evoca em meus ouvidos?

Me agonio com a vontade de pular o Muro;

Descer as escadas, escalar da janela;

Só par ir à rua, e dizer algo....

Sentir a presença do outro;

Conhecer alguém;

Abraçar um estranho;

Espalhar meu sorriso;

O choro de nascença que me trouxe a vida,

Fez liberdade das minhas palavras;

Que hoje contidas por pedaços de pano;

Me desfiz como ser humano;

Deixei de expressar como me sinto;

Suplico, aos Evereste que me liberte da peste;

Não abro a boca mais;

Calei-me diante do horror;

Compadeci do normal;

Fiz descaso da voz;

Que não me escuta, nem procura;

Tudo culpa do tempo que determina sem avisar,

Que manda sem aconchego,

E que  devo  e obedeçor,

Ao chegar a hora de amanhecer junto ao sol;

E gritar – Bom dia, a alguém.

INfluxo
Lira Floré
Lira Floré Seguir

Atriz, Escritora, Professora, a arte está em minha vida desde os meus 12 anos de idade, percebi que não consigo viver sem arte por isso estou no mundo para levar a arte em muitos corações e que a inspiração de respirar a arte possa mover o mundo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você