[ editar artigo]

O que fiz de mim?

O que fiz de mim?

Que a vida é um combate, já nos dizia o poeta maranhense Gonçalves Dias, é fato. Mas o interessante é o que fazemos com esse fato. Assim que o COVID 19 chegou na minha cidade, fui logo infectada. Como eu sei? Como todo mundo ficou sabendo após se espalhar: senso comum! Um dia minha garganta estava ruim, eu com dores no corpo, febril... tomei nimesulida, o remédio que todo mundo na minha cidade toma pra tudo. A garganta ficou boa, mas outros sintomas apareceram: de repente estava cansada, o ar me faltava, perdi a vontade de comer...o gosto, o cheiro, o sabor da comida...tudo foi embora...tomava banho de perfume e não sentia nada...mas o pior mesmo foi o cansaço respiratório...com quinze dias nesses sintomas que nem de perto imaginava ser o COVID, pensei em ir ao médico fazer exame mas o material do exame ainda não tinha suficiente e só era feito em casos graves. Fui ver o particular...custava 400, 00 reais e eu não tinha...porém eu imaginava que era outra coisa qualquer, como disse, estava bem no início e as pessoas não sabiam nada...voltei a tomar nimesulida e fiquei quieta no meu quarto...os dias passaram e fui melhorando, melhorando...o ar voltou aos pulmões... até que minha prima pegou... não de mim, ela mora em outra cidade...e, tem dinheiro! Fez o exame e deu positivo...teve os mesmos sintomas que eu...e, como disse, por analogia aqui onde moro no interior do maranhão, o povo sabe que teve o vírus.

Tudo voltou ao normal em mim, depois de 60 dias...tudo menos o paladar e olfato, não sentia nada... Tirei o arroz, e massas. Passei a tomar muito suco detox e comer frutas, legumes e verduras...eu havia enjoado todos os outros tipos de comida que comia antes. Então foi aí que decidi mudar minha vida, a partir de minha alimentação... eu estava com 116kg...muito gorda e pesada, sentia dores articulares e outras inerentes ao sobrepeso...mas quando mudei minha alimentação um novo mundo se abriu para mim. A mudança em trinta dias aconteceu...as dores foram embora, sentia-me leve e muito feliz. Não fiz dieta, deixo claro: mudei minha vida alimentar. Hoje sou low carb, melhor, estou me tornando porque o combate é diário. Não é simples assim. Agora estou com 98, 45kg...lutando comigo mesmo, porque tem 8 meses que estou nessa construção. É bom voltar a vestir roupas guardadas de quando eu era magra, pois engordei ao ter uma depressão, mas guardei algumas roupas pensando que um dia tornaria a vesti-las...assim como engordar foi um processo crescente, emagrecer também é um processo reverso e digo pra quem quer emagrecer: não faça dieta pois elas não resolvem. Mude de vida! Mude os hábitos. Seja saudável! Massas, bolos, lactose...são coisas menores quando você descobre o sabor da natureza...Tudo que precisamos para estar bem com nosso corpo está barato e de fácil acesso na feira e açougue. Meu prato é colorido e como muita sopa de noite, também e isso me faz sentir bem...como me sinto agora ao compartilhar isso a vocês...

Eu só tenho a agradecer a Deus e ao COVID 19, que mudou minha vida e me fez ver que doente eu não fiquei, eu estava!...ah, o sabor voltou, o cheiro voltou...tudo de bom em mim voltou, inclusive a vontade de viver, mas viver muito bem, todos os dias...a luta continua...quero ser low carb completa e tirar definitivamente da minha vida tudo que nos faz mal como o glúten e a lactose...já aprendi o caminho... E quando me perco em uma torta de morango, ou beijinho me pergunto: o que fiz de mim? E é aí que me recordo de tudo de bom que a natureza me deu, ergo-me novamente e sigo. Pois como disse, mudar de vida é desconstrução de paradigmas antigos...espero que você que está lendo este testemunho e está querendo mudar de vida encontre o seu caminho alimentar, pois uma coisa é certa: a vida começa pelo que comemos.

 

INfluxo
Maria Aranha
Maria Aranha Seguir

Sou beletrista, especialista em gestão educacional. Apaixonada por poesia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você