Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

O Casebre

O Casebre
Ricardo Alves de Souto
out. 14 - 1 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

 

Era um casebre ou uma casinha, quem pode saber?

Ali nasci, cresci, fui feliz até meu jambeiro florescer

Que aroma natural tinha a chuva ao bater nas telhas

Era o perfume da vida, a esperança, toda a centelha

 

Meu carrinho de lata, enferrujado fazia muito barulho

Enquanto brincava, minha mãe olhava com orgulho

Seu filho crescer, ser feliz diante do que achava pobreza

O tempo passou, o casebre caiu e nesse dia houve tristeza

 

Minha mãe foi levada ao céu, me deixando assim, sozinho

Pensei não resistir, até descobrir, viver todo o carinho

Que ela me deu, tornando-me um homem, ainda criança

Que o mundo venceu com as lembranças de sua infância


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você