[ editar artigo]

Meu pequeno Jardim Secreto

Meu pequeno Jardim Secreto

Quando as notícias sobre o corona vírus começaram a se estilhaçar contra mim, deixei entrar na minha casa: os "ataques de pânico" ! A cada informação, eles me seguravam pela garganta... comecei a ter o hábito de ficar sem ar...a... ...

Cem mil  não são números, mas pessoas. 

Precisei reunir as minhas forças! Silenciei os grupos, as vozes da tv e as que ecoavam no meu interior.

Se conectar só comigo, mudar as prioridades, recomeçar, reaprender, reconfigurar, reler, rever e respeitar: eu fico em casa por amor a mim, a minha família e aos vizinhos, álcool em gel, máscara, vitamina C, cuidados, afeto e atenção. 

Como consegui ficar sã? 

Resolvi cuidar do meu "Pequeno Jardim Secreto", utilizei garrafas pet, moveis antigos, Baldes velhos, jarros de barro, meus irmãos, amor e criatividade. 

A cada flor que desabrochava, na minha mente florecia sentimentos bons, leves e radiantes, como as borboletas que por ali repousavam ou como a deliciosa sensação de me sentar no meu quintal, a noite, sentir o frescor das plantas, olhar para as estrelas e lembrar que a vida é bonita apesar de tudo!

Ser Grata por cada coisa, durante a quarentena, foi o que me manteve de pé, até agora. Você já agradeceu por ter acordado hoje?

 

INfluxo
Jaciende de Lima Santos
Jaciende de Lima Santos Seguir

Artista, Mulher Negra. Participa do "Coletivo Poeira de Teatro". Ofertou a Oficina de Declamação no "Jardins da Literatura". Foi Mediadora da Galeria de Artes do Sesc BJ. Escritora/dramaturga independente. Escreveu e atuou no Espetáculo "Esse Chover"

Ler conteúdo completo
Indicados para você