INfluxo
INfluxo
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Especialista em finanças dá dicas práticas de como negociar dívidas com credores

Especialista em finanças dá dicas práticas de como negociar dívidas com credores
Raquel Lima
ago. 28 - 4 min de leitura
000

Denis Medina, Economista e professor de finanças da Universidade Anhembi Morumbi fala sobre a importância do diálogo para fechar acordos benéficos para ambas as partes

São Paulo, agosto de 2023Lidar com dívidas e buscar formas de renda extra pode ser um desafio, mas com planejamento e estratégia, é possível alcançar acordos toleráveis com os credores, para ter uma vida financeira mais saudável. Pensando nisso, o economista e professor de Finanças da Universidade Anhembi Morumbi, Denis Medina listou algumas atitudes necessárias para aqueles que pretendem organizar o orçamento e colocar as dívidas em dia. Algumas dicas:

o   Planejamento prévio é a chave: antes mesmo de se reunir com os credores para negociar é essencial realizar uma análise e estabelecer um plano bem sustentado. Ter em mente que um acordo é o melhor resultado para ambas as partes e fundamental para evitar conflitos;          

o   Defina metas realistas: ao planejar a negociação é importante estabelecer objetivos realistas que sejam razoáveis ​. A negociação não significa ganhar ou perder, mas sim chegar a um consenso que beneficia as duas partes;

o   Conheça seus números: antes de iniciar a negociação é crucial conhecer com profundidade a sua atual condição financeira para saber até onde pode ir a negociação e não ultrapassar os limites do seu orçamento atual;

 

o   Elabore um orçamento detalhado: listar todos os gastos e receitas ajuda a identificar os maiores gastos e pensar em alternativas para equilibrar as finanças. Além disso, com tudo às claras é possível identificar pequenos gastos, que muitas vezes passam despercebidos. É importante considerá-los para melhor administrá-los;

o   Não tenha pressa: a paciência é uma virtude na arte de negociar. Se a negociação não estiver favorável ou se você não conseguir arcar com as propostas, não feche um acordo a qualquer custo. Às vezes é melhor adiar a negociação para um momento mais adequado;



o   Renda extra como solução: buscar fontes de renda extra pode ser uma forma eficaz de quitar dívidas. Aproveitar as suas habilidades e interesses pessoais para empreender pode ser uma ótima opção. Cozinhar, dar aulas, produzir e vender trabalhos artísticos são algumas das muitas possibilidades para gerar adicionais e ajudar no orçamento mensal;        

o   Seja organizado: quando entrar em contato com seus credores, tenha à mão todos os documentos relevantes, como extratos bancários, comprovantes de renda e contratos de empréstimo. Isso ajudará a agilizar o processo de negociação;

o   Seja realista: em casos de financiamento de carros e imóveis, por exemplo, esteja ciente de que estes bens são garantias do contrato. Neste cenário, os acontecimentos podem ser mais concordantes para o credor. Avalie cuidadosamente as opções disponíveis e, se necessário, considere a venda do bem antes de ser tomado pelo credor ou de enfrentar uma ação judicial onerosa;

o   Seja respeitoso. Mesmo que você esteja frustrado com seus credores é importante ser respeitoso ao entrar em contato com eles. Isso o ajudará a criar um ambiente positivo para a negociação.

Negociar dívidas com credores pode ser um processo difícil, mas é possível chegar a um acordo mais realista com o seu momento financeiro. Seguir essas dicas pode ser um começo para alcançar a estabilidade financeira. Não hesite em pedir ajuda a um advogado ou conselheiro financeiro se julgar necessário. As ocorrências de dívidas em conjunto com iniciativas para obter renda extra podem se tornar processos mais eficientes e satisfatórios, fornecendo soluções acessíveis para a gestão financeira.



Denunciar publicação
    000

    Indicados para você