[ editar artigo]

Efêmero amor eterno.

Efêmero amor eterno.

A partir da dor da nossa perda,em Janeiro deste ano,quando fomos surpreendidos com o silêncio gritante do nosso bebê,em uma consulta de pré-natal.

Nos dias seguintes, refletindo em um eloquente momento ,tentando entender, mas já entendendo os propósitos divinos,fiz este soneto:
Efêmero amor eterno

 

Tua luz não luziu na luz da terra,

teu silêncio ecoou a nossa dor,

mas a dor que sentimos não encerra

nosso ciclo de paz,luz e amor.

 

Deus é justo,sabemos que não erra,

é a força que faz nos recompor.

marcará lá no cimo dessa serra

o encontro entre a flor e o Beija-flor.

 

Um cordel luminoso nos ligava.

Tua mãe que já tanto te amava

disse à Deus:”me permita que ele entre.”

 

Disse Deus com sussurro brando e terno:

“Viverás um efêmero amor eterno

Pelo puro aconchego do teu ventre.”

 

Bandeira Junior

Ler conteúdo completo
Indicados para você