[ editar artigo]

(Ar)MA(dura)

(Ar)MA(dura)

sou(ArMA)dura...que me protege...isolando-me

Sou Arma dura, que fere em dois gumes...

...em guerra aberta...por uma causa que nao é minha!

mercenário...exilado...

...filho da ppp...pesssoa que o teve....impotente ao olhar...para um mundo que não era o seu...

Deslocado, quase sempre não entendido

conquistei...fui conquistado...

batalhas corpo a corpo...longas...intensas...jamais esquecidas. Mascadas na pele todas as vitórias e derrotas!

amanheceres com o sabor de vitória nos lábios, ...cansado...menos infeliz...mas de olhar carregado...

...aguarDANDO...a (in)certeza da próxima encruzilhada...

SÓ aos anoiteceres de mim....SÓ...disp e exponho as marcas que a propria armadura me inflige...metal que devora a carne...entranhando-se nela, por cada pancada que AMORtece

carrego e exibo orgulhosamente as cicatrizes...provas de sobrevivência ....

...escondo...envergonhadamente a dor!

adormeço em solo árido ...em caverna que me acolhe e me esconde dos elementos ...

... esconde e aprisiona...

com sorte...hoje durmo...

de certeza...que sonho...

por breves momentos...recordo os breves...momentos...

....onde o colchao duro era solo...e as batalhas eram feitas entre corpos (de)terMINADOS...

soul(dado)...perdIDO...

caminha(TE)ERRANTE...

o amanhecer está aí...

veste(te)...e vai à luta!

 

Carlos Norte

#Escrevernus #sobreViver 

INfluxo
Carlos Norte
Carlos Norte Seguir

Um (e)terno errante, (des)construtor das palavras, abusador dos (duplos) sentidos

Ler conteúdo completo
Indicados para você