[ editar artigo]

(a)Mala

(a)Mala

Não sou ausente, sou passageiro, desta Mal(A)mada... vida,

(n)A viagem...contInua...(onde acentos...poucos ...só quando desfaleço no chão)!

Caminho sem olhar para trás...pois não é para aí que vou!

Paro apenas para tratar d(A)mala. Guardando cuidadosamente os pedaços de vida, que me compõe e me (re)Vestem!!!

Não interessa para onde vou, desde que exista espaço para toda a bagagem que carrego.

Sou (a)Mala sempre...arrasto e encontro(te)... (p)Ousado em qualquer lugar!

Sou viagem, tu destino, quente e com necessidade de pouca roupa.

Quero tanto chegar, para depois poder finalmente...(a)Mala...abrir!

 

Sou (mau) caminho feito, tu a referência do Norte....com cheiro (a)Mar,...

Pronta (a)Mala...carregada de vida com o peso de uma tonelada de vazios,
ainda por preencher...

Falta(me) (a)Mala...completa!

Bagagem não...(a)Mala, é o que me (re)carrega...os sonhos!

 

Carlos Norte

 

INfluxo
Carlos Norte
Carlos Norte Seguir

Um (e)terno errante, (des)construtor das palavras, abusador dos (duplos) sentidos

Ler conteúdo completo
Indicados para você