[ editar artigo]

A liberdade de escrever

A liberdade de escrever

Eu penso
Eu tento
Eu penso
Eu invento.

Eu escrevo
E te escrevo
Não sei, eu devo?
Ou não devo?

Eu sonho
E realizo
Eu sonho
Com o teu sorriso.

Eu escrevi
E reescrevi
Eu quando te vi
Algo de bom eu senti.

Faço verso
E verso eu faço
Eu nunca me esqueço
Daquele bom abraço.

Que simplicidade
De poema
A sua verdade
É que não tem um tema.

Tenho a liberdade
De poder escrever
O que quiser
Mostro simplicidade
Em tudo que possa dizer.

Escrevo o que sinto
Ou gostaria de sentir
Pois tudo de bom que sinto
Me faz tanto sorrir.

Penso
Em tudo
E em tudo eu penso
E lá no fundo
O que tenho em imenso
É o que guardo no meu mundo.

Pessoas e momentos
Palavras e sentimentos
Alguns arrependimentos
Coisas que não ficam no esquecimento.
O que é especial
Torna a vida fora do normal
O que me faz mal
Torno-a em folha de jornal.

Onde posso rasgar
E para fora deitar
Aquilo que não me pode magoar
Mais forte me faz ficar.

Eu não esqueço
É certo
Mas eu também só penso
Em quem está perto.

Escrever
Me faz bem
Posso sim escrever
E dedicar a alguém.

Pode ser a ti
Mas também pode ser para mim
O que importa aqui
É a mensagem que deixo no fim.

O início do poema
Foi pensado
Mas o seu tema
Foi improvisado.

Eu escrevi
E foi simplesmente assim
Eu um dia disse a ti
O quanto eras importante para mim.

Eu me expresso
Mas nas palavras tropeço
Eu nunca me esqueço
Numa boa história o seu começo.

Eu escrevi
O que estava a pensar
Naquele momento
Eu um dia vi
E sem me questionar
O quanto era forte aquele sentimento.

O que é difícil de explicar
No meu pensamento vai ficar
Um dia na minha história irei contar
O quanto foi bom por tudo isto eu passar.

Um poema
Um pensamento
Sem um tema
Mas com algum sentimento.

Eu simplesmente escrevi
O que queria escrever
Nem tudo eu escrevi
Mas algumas coisas já consegui dizer.

O meu poema termina assim
Numa tremenda confusão
Mas para mim
Eu disse o que mandou o coração.

... Pensamentos...

📝 @luainspiradora
📸 @julianamendes

INfluxo
Juliana Mendes
Juliana Mendes Seguir

A minha poesia, o meu gosto pela fotografia, duas artes distintas, mas é boa estas duas junções, de poder escrever o que sinto, poder escrever sobre um bom momento ou escrever baseado naquilo que fotografo, escrever com toda a inspiração.

Ler conteúdo completo
Indicados para você