Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

A angústia da rosa

A angústia da rosa
Ricardo Alves de Souto
abr. 8 - 1 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

 

 

Por qual intempéries estais tristes linda rosa

As gotículas de chuva denuncia sua dor em prosa

Tão bela e majestosa a todos encanta cada dia

Para onde foi, quem furtou sua doce alegria?

 

És delicada, deve ser cuidada com sua doçura

Essa angústia logo se vai dando ensejo a formosura

Cada pétala que de ti se separa trás o celestial aroma

Do pólen original à sementes que a este mundo soma

 

Seduzes pela beleza e pelo mais intenso perfume

Estais presente em todo lugar, das montanhas ao cume

E se acaso se aproxima a partida, sabes que aqui estará

A cada vento que sopra, a cada perfume que exalar


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você