[ editar artigo]

O Saci na Mata Atlântica

O Saci na Mata Atlântica

Minhas observações partiram dos meus alunos da Educação Infantil que moram no extremo sul da periferia de São Paulo com muito cimento e pouco verde. Em seus 4/5 anos de vida não conseguem interagir bem com joaninhas, grilos, borboletas, plantas, ou seja, quando os veem matam ou destroem. Pensando em uma saída para esse problema pintei da maneira que sabia uma história para eles com um dos personagens que mais gostam do folclore que é o Saci. Tento assim apresenta-los vegetações típicas da Mata Atlântica ou que se adaptaram ao clima da Mata. O meu intuito é faze-los conhecer para poder preservar.

 O Saci na Mata Atlântica

O Saci andava por ai atrás de travessuras. Você sabe, coisas de Saci, como chutar os baldes de leite, amarrar a crinas dos cavalos.Espantar as galinhas no galinheiro. Chega Saci!Pois bem, mas ele precisava atravessar a Mata Atlântica para poder chegar a cidade, vamos com ele?

Passou pela planta de alumínio

Se pendurou na bananeira do brejo

Pelo tinhorão

Descansou um pouco no galho de bons dias

Subiu na tamareira do Senegal para verificar se via algoPensando ouvir alguém para fazer travessuras se escondeu na Planta ZebraPassou pela Maria Sem VergonhaMolhou seu pezinho no lírio do brejoEncostou para descansar mais um pouco na alamandra amarelaMas quando chegou no bambuzal cheio de Sacizinhos ...

É que o Saci leva sete anos para nascer de um broto de bambu! Mas ele nasce pequeno, bebê e quer colinho e mamadeira. Para desespero do Saci!- Ah não! Isso não é para mim! - fala o Saci- eu vou é descansar na sombra da taioba- E agora vou-me embora. Tchau!

Belas Artes

INfluxo
Jania Marta
Jania Marta Seguir

Sou professora de Educação Infantil formada em Licenciatura em Pedagogia Pela Universidade de Santo Amaro, Licenciatura em Educação Musical pela Universidade de São Carlos, Pós Graduada em Filosofia para o Ensino Médio pela Unifesp

Ler conteúdo completo
Indicados para você