[ editar artigo]

A HISTÓRIA DO ALMIRANTE NEGRO CONTADA EM 11 CENAS - João Cândido e a Revolta da Chibata

A HISTÓRIA DO ALMIRANTE NEGRO CONTADA EM 11 CENAS - João Cândido e a Revolta da Chibata

O grupo O Grito nasce em tempos difíceis de enclausuramento e medo onde os ataques e a falta de perspectiva da arte popular, negra e comunitária no Brasil se mostra pungente, fazendo deste momento a sua potência, reflexão, produção e ação criativa entre quatro paredes.
Da sua primeira produção, do encontro de dois artistas da cena de diferentes segmentos: uma bailarina e um artista de rua, nasce a primeira experiência performática, do corpo, de experimentações de linguagens e de referências na luta racial e de classe.
“A História do Almirante Negro contada em 11 cenas: João Cândido e a Revolta da Chibata” é um ato performático/documental em formato audiovisual onde a experimentação dramatúrgica e musical se dá através de uma linguagem com efeito de fanzine, utilizando colagens de teatro, dança, expressão corporal, projeções de imagens, iluminação artesanal, aliada a  uma trilha sonora que utiliza percussão ao vivo e músicas do folclore brasileiro de domínio público.

A performance/ conta em 11 quadros a história de João Cândido, indo da infância na cidade de Encruzilhada do Sul, no RS, passando pelo seu trabalho na Marinha do Brasil, cuja luta pelos direitos humanos culminou na Revolta da Chibata, até chegar ao final da sua vida como pescador. A escolha da estética de atuação, feita por um ator e uma atriz que interpretam fazendo uso de metade do corpo, faz uma alusão à dualidade na história do Almirante Negro: de um lado um homem forte e do outro o racismo estrutural.

Utiliza-se uma proposta de linguagem “artesanal” com recursos viabilizados pelos próprios atores, em tempos de pandemia, com músicas de domínio público, frases de João Cândido, projeções de fotos e imagens, iluminação direcionada e percussões ao vivo.

Belas Artes

INfluxo
André de Jesus
André de Jesus Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você