[ editar artigo]

Amnésico ( Amor voltáico)

Amnésico ( Amor voltáico)

A solidão e reclusão das grandes cidades, a perda da identidade, o povo-gado criado e teleguiado por instituições falidas. #audiovisual

Amnésico ( Amor voltáico)

Tenho dias bons e ruins

Nos bons quase sou normal

Nos ruins não consigo me encontrar

Me perco em ruas conhecidas e nao vejo luz, somente trevas

Acordo em hotéis sem saber como e porque

Amnésico

Sem entender o tamanho da fuga

Ou o quanto ela me amou e o tanto chorei e porque

Ai me sinto liberto de Jesus e Barrabás

Amnésico Agônico

Minha queda pro impalpável porvir continua ativa

Apenas não sei onde guardei

A poesia não como reflexo da minha vida

Mas sim a minha vida como reflexo da poesia

Apenas não sei onde guardei o meu amor voltáico

A perda de noção do tempo Amnésico/agônico

Tentativa frustrada de voltar pra casa,

O eterno regresso repetidamente

Confuso quanto ao motivo do retorno!

Sempre fui guiado,pelo meu intelecto

Agora fico perdido quando vejo as palavras, não sei como usar

Onde encaixar, o que quer dizer?

O que mais vou esquecer?

Como dominar a arte de perder?

Como é mesmo o seu nome?

Continuo: Sofrendo sublimações com deslocamento de meta e

Afirmo destemidamente minha perfeita liberdade,

mas como é mesmo seu nome?

https://youtu.be/nSEzwQB52Lo

Audiovisual

INfluxo
Miguel Stavele Dorneles
Miguel Stavele Dorneles Seguir

Com bases rítmicas sequenciadas e climas harmônicos, o coletivo Palavra Elétrica tem como proposta a valorização da palavra. Funde poesia com jazz, rock e blues. Seus integrantes sonorizam versos que relatam dilemas, desencontros, conflitos.

Ler conteúdo completo
Indicados para você